Eleição no estado do Rio de Janeiro será totalmente biométrica em 2012

Lewandowski, Zveiter e Cabral durante solenidade em Realengo, na Zona Oeste do Rio: iniciativa pioneira no País. Foto de divulgação

Afirmação é do presidente do TRE-RJ. Órgão pretende cadastrar, através do sistema de identificação pelas digitais, todos os cerca de 13 mil eleitores do Rio até as próximas eleições

O Rio de Janeiro poderá ser o primeiro estado brasileiro a ter eleições totalmente de forma biométrica, o que deverá ocorrer já em 2012, quando cerca

de 13 milhões de eleitores vão às urnas para escolher prefeitos e vereadores. A informação é do presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ), Luiz Zveiter.

Segundo ele, a ideia é criar uma ferramenta que possa interligar o banco de dados do Departamento de Trânsito do Rio (Detran-RJ), que tem 6 milhões de pessoas cadastradas biometricamente, ao do TRE-RJ e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

?Se em 90 dias conseguirmos criar esta ferramenta, estaremos dando um passo para fazermos do Rio o estado pioneiro na biometria?, disse Zveiter. ?Criando a ferramenta, só teremos que complementar o cadastro com o restante dos eleitores. Ou seja, vamos partir de 6 milhões e agregar o restante da população do estado. Será emitido o título já com a identificação biométrica que o Detran tem?, completou Zveiter.

Com o cruzamento de informações, o Rio de Janeiro sairá na frente dos outros estados brasileiros nesse tipo de identificação, que segundo o ministro do TSE Ricardo Lewandowski, já é realizado em Sergipe e Alagoas, além de cidades como Curitiba, no Paraná; Goiânia, em Goiás; Jundiaí, Pernambuco e Caruaru, em São Paulo. Quem for cadastrado pela Justiça Eleitoral terá prioridade no recebimento da Carteira de Identidade Nacional (RIC), que será emitida pelo Ministério da Justiça.

Por enquanto, no Estado do Rio de Janeiro, apenas o município de Armação dos Búzios, com cerca de 20 mil eleitores possui o sistema biométrico de votação, já utilizado com sucesso nas eleições de 2010. O primeiro passo para expansão do sistema biométrico no estado foi dado ontem na comunidade do Jardim Batan, em Realengo, na Zona Oeste do Rio, durante instação do projeto TRE Cidadão.

A comunidade, que conta com uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), é a primeira a receber o projeto, que vai possibilitar que moradores de áreas pacificadas tenham acesso a documentos como título de eleitor, transferência do domicílio eleitoral e regularização da situação eleitoral.

 O serviço itinerante permanecerá na comunidade por três semanas. No dia 18 de agosto, segue para a Providência e, em seguida, para a Cidade de Deus. O presidente do TRE-RJ anunciou ainda a instalação de um posto fixo da Justiça Eleitoral na comunidade para fiscalizar e orientar a população na escolha dos governantes.

A solenidade contou com a presença do presidente do Superior Tribunal Eleitoral, ministro Ricardo Lewandowski, o governador Sérgio Cabral Filho e do presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Rio, desembargador Luiz Zveiter.

Ao entregar o primeiro título com cadastramento pelo sistema de identificação biométrica da comunidade do Batan ao menino Alan Alves Pinto, o ministro Ricardo Lewandowski também se mostrou satisfeito com a iniciativa.

?Espero estar de volta em breve para ter novamente o prazer de entregar o documento, desta vez ao último alistando inscrito para as eleições de 2012?, afirmou.

A inclusão do cadastramento biométrico dos eleitores no projeto TRE Cidadão foi um pedido pessoal do ministro ao presidente do TRE-RJ, desembargador Luiz Zveiter.





Fonte: http://jornal.ofluminense.com.br




Data do artigo: Qua, 27 de Julho de 2011

Share to Facebook Share to Twitter Share to Linkedin 

Curtir no Facebook

Publicidade

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

enquete

Qual o seu Time de Coração?