Concessionárias realizam feirão de automóveis na Amaral Peixoto

Como o movimento havia diminuído, concessionárias pediram autorização para expor os carros na avenida. Foto: Marcio Oliveira

Em um acordo com a Prefeitura de Niterói, as lojas decidiram fazer uma espécie de feirão, colocando os carros para exposição na Avenida Amaral Peixoto, no Centro

Os proprietários de concessionárias de veículos na Avenida Amaral Peixoto, no Centro de Niterói, estão procurando uma alternativa para superar a queda no movimento, que vem acontecendo desde que o primeiro quarteirão da via foi fechado para as obras do mergulhão da Avenida Marquês de Paraná. Em um acordo com a Prefeitura de Niterói, as lojas decidiram fazer uma espécie de feirão, colocando os carros para exposição na avenida.

Segundo os donos das concessionárias, o número de vendas caiu bastante, já que a travessia de carros e ônibus está impossibilitada, há cerca de um mês. Segundo Leandro Luiz Dantas, de 37 anos, sócio em uma das lojas, os comerciantes estão tentando encontrar meios de trazer os clientes de volta.

“Realmente o número de visitantes nas lojas do entorno caiu muito. Eu diria que, na minha, caiu em cerca de 70%. Com o fechamento da avenida, perdemos o fluxo de carros que passava por aqui. Então, entramos em contato com a Prefeitura, para aproveitar o espaço da Amaral Peixoto que está fechado e criar o Polo do Automóvel, que está funcionando desde que o acesso à avenida foi interditado. É quase um feirão a céu aberto, com estacionamento para o público”, afirma Leandro.

Além do feirão, as concessionárias estão investindo em outros meios para divulgar as lojas. Segundo Bruno Ferreira, de 43 anos, gerente de uma delas, os proprietários estão unidos para resolver o problema.

“Reunimos todos os lojistas para encontrar uma solução para o problema. Depois que colocaram os tapumes das obras a visão da rua foi encoberta e perdemos muitos clientes, vindos principalmente de Icaraí. Buscamos resolver esse impasse, pois já deixamos de fazer muitas vendas. Estamos preocupados com o prazo das obras, para que não tenhamos prejuízo. Além de colocar os carros na via, estamos fazendo a divulgação do feirão e instalando uma decoração no local para trazer o público de volta. A população precisa saber que as lojas estão funcionando normalmente, só à espera dos clientes”, conclui o gerente Bruno Ferreira.

A Prefeitura de Niterói informou que, durante o período das obras de construção do mergulhão da Avenida Marquês do Paraná, todos os comerciantes instalados na área interditada foram autorizados a colocar letreiros indicativos das lojas em locais combinados com representantes da administração municipal, para informar sobre o funcionamento normal das mesmas. Sobre o prazo para a conclusão da fase inicial dos trabalhos de remoção das redes de canalização e tubos das concessionárias de água, luz e telefone, que acontece atualmente, a Prefeitura afirma que o trabalho será encerrado até o fim deste ano. Na segunda fase, começarão as obras de terraplenagem e fundações, após a licitação dos serviços.

 

 

 



Fonte: http://jornal.ofluminense.com.br

 



 


Data do artigo: Sáb, 24 de Setembro de 2011

Share to Facebook Share to Twitter Share to Linkedin 

Curtir no Facebook

Publicidade

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

enquete

Qual o seu Time de Coração?